O que é CMS (Sistema de Gerenciamento de Conteúdo)

No início da internet, todo a criação de conteúdo era realizada manualmente. Neste artigo vamos falar da criação do CMS.

by Mateus Ribeiro

Figura com sorvetes de diversas cores e formatos e abaixo os logotipos de CMS's conhecidos, como WordPress e Ghost
Como sorvetes, existem diversas opções de CMS no mercado.

Share

E um dia surge a internet, trazendo facilidade, tornando tudo acessível, na palma da mão. Porém, nem tudo seria tão simples sem a presença do CMS.

CMS é abreviação do termo "Content Management System", que traduzido em português significa "Sistema de Gerenciamento de Conteúdo".

Porque o CMS foi criado

Como era antes do uso do CMS

No início da internet, todo o processo de criação de conteúdo era realizado de forma totalmente manual, ou seja, cada página que tinha que ser configurada uma a uma, isso envolvia centenas de códigos, que demandavam da experiência e conhecimento de programação.

Era um processo lento, difícil e caro.

Imagine como era difícil colocar um conteúdo na internet, pesando ainda a necessidade de otimizar cada página para um navegador de internet diferente.

Se olhasse-mos os códigos, cada página ficava mais ou menos assim:

Trecho de código HTML. Fundo escuro e códigos.
Trecho de código HTML. Photo by Mohammad Rahmani / Unsplas

Códigos complexos: Um problema a ser resolvido

Diante de todas essas dificuldades, surge a ideia de criar uma ferramenta amigável, em que não fosse necessária a manipulação de códigos constantemente. Os códigos não deixariam de existir, porém, essa ferramenta colocaria tudo debaixo do capô, como um motor de carro.

Deste modo, ficaria a disposição do utilizador apenas os menus, atalhos e ferramentas necessárias para configurar tudo, sem alterar diretamente os códigos. Surgia aí o CMS, tornando a criação de um site ou blog acessível a todos.

Porém, cabe destacar que para que haja toda a praticidade, diversas equipes e pessoas fazem todo o trabalho complexo para você.

Qual a função do CMS

Painel Administrativo do Ghost CMS
Captura do painel administrativo do Ghost

O CMS como um gerenciador, é a ferramenta que facilita a criação, organização, armazenamento e otimização de todo o conteúdo que você disponibiliza na internet.

Um CMS deve trazer como vantagens os seguintes pontos:

Existem também limitações, porém estas podem ser facilmente corrigidas com a adição de plugins, módulos, extensões ou integrações que complementam ou corrigem as opções da ferramenta.

Onde está o CMS no meu dia a dia?

No geral, no seu dia a dia, todos os sites que você acessa utilizam algum CMS, desde sites de notícias, de vídeos, finanças aos das suas lojas favoritas. O mais popular no mundo é o WordPress.

Segundo o BuiltWith, o WordPress está presente em 29.86% de toda internet mundial, figurando o 1º lugar nessa categoria.

O restante desta lista fica a cargo de outras ferramentas disponíveis, como o Drupal, Joomla, Ghost CMS e outros.

Eu posso escolher um CMS do meu gosto?

Com certeza! Mesmo que o WordPress seja o mais conhecido, não é a única opção disponível. Existem opções mais simples conforme a sua necessidade.

Na Publiso, nós optamos por utilizar o Ghost CMS porque é uma ferramenta mais simples, amigável e com possibilidade de integração com outros serviços.

Vou deixar abaixo algumas opções de CMS que oferecem testes gratuitos.

  1. WordPress, existe uma opção gratuita, com limitações. Observe que existe diferença entre o WordPress.com e WordPress.org.
  2. Ghost CMS, simples, com teste gratuito de 14 dias.
  3. Joomla, simples e com muitos tutoriais na internet.
  4. Drupal, experiência simples com foco na segurança.

Conclusão

Se você tem interesse de publicar seu primeiro site, blog ou e-commerce, experimente todas as opções que você encontrar na internet.

Analise se existem equipes de apoio ou fóruns que possam te ajudar, isso pode fazer completa diferença na experiência que você terá e que irá passar para quem acompanhar seus projetos.

Faço a advertência para você não focar no idioma da ferramenta, pois existem tradutores no próprio navegador de internet e tenha em mente que mesmo que o serviço seja o mais utilizado, quem irá utilizar é você e quem irá ditar as regras e necessidades do uso também é você.

Aproveite e leia também os artigos relacionados. Algumas das suas dúvidas podem estar respondidas por lá.

Abraço forte.